AS REDES SOCIAIS DEIXARAM OS PSICOPATAS IREM LONGE DEMAIS!

Atualizado: Fev 13

Há anos eu venho denunciando a relação de interdependência das redes sociais com a democracia ciborgue nazifascista. As redes sociais, direta e indiretamente foram responsáveis pelas eleições de vários populistas nazifascistas em todo planeta. Porém a atuação das redes sociais não se restringiu as eleições, também funcionam continuamente como a máquina de propaganda nazifascista, o novo Volksempfänger.


Através do fornecimento de dados e módulos de desenvolvimento e integrações, as redes sociais colocaram as suas inteligências artificiais, bolhas de filtro, câmeras de eco e automação de usuários a disposição de quem pague por elas, sem verificar nem discutir previamente sobre o que e como estes clientes vão agir em suas redes.


Tudo gira apenas ao redor de dinheiro. Muitos dos investidores globais nazifascistas estão presentes nos conselhos de administração das redes sociais, como sócios estatutários através de fundos de investimentos. E as redes sociais tem preocupações apenas quantitativas sobre o que ocorre em suas plataformas, pois maiores volumes atraem maiores patrocínios. Sem falar nas técnicas subliminares utilizadas pelas mesmas para modulação e manipulação de seus usuários, também disponíveis aos seus clientes.


Assim a arma fundamental da democracia ciborgue, a pós-verdade, que tem um efeito mágico nas pessoas, de impressionar mais que a verdade e produzir serotonina, é usada com vários tipos de munições: falácias, fake news, conspirações, negacionismo etc. Assim como fazia Joseph Goebbels, estas narrativas são repetidas continuamente e no final parecem verdades.


Além disso globalmente existe um grupo representativo de pessoas que se sentem vítimas da parceira que ocorreu entre os sociais democratas e neoliberais em anos recentes, a qual não resolveu nem problemas sociais nem econômicos, gerando uma massa de pessoas "perdedoras", com medo, resignadas, recalcadas e com muito ódio, todas bastante ociosas, prontas para “comprarem” as teorias da democracia ciborgue nazifascista. Isso é resultado do aumento continuo da desigualdade no mundo.


Esta massa de pessoas “perdedoras”, revoltadas e com muito ódio foi facilmente filtrada, modulada, manipulada e canalizada, para aceitar todas as narrativas de pós-verdades da democracia ciborgue neonazista, que utilizou as principais redes sociais: Twitter, Youtube, Facebook, WhatsApp e Google para divulgar suas teorias, através de influenciadores alugados, monetizados, com crowdfunding fictício, cursos e livros. Todos turbinados com automações oriundas de verbas públicas ou de empresários nazifascistas.


Fora das redes sociais a democracia ciborgue nazifascista também alistou milícias entre igrejas evangélicas, sociedades secretas, juristas, políticos, empresários, especuladores do mercado de capitais, servidores públicos, militares, policiais, movimentos sociais e até jornalistas medíocres ou em final de carreira, para funções específicas dentro do movimento nazifascista.


Outra estratégia foi a de atacar continuamente a mídia profissional séria e se comunicar no modelo de “democracia direta” (democracia digital) do M5S italiano, mas através das redes sociais e não de um sistema próprio como desenvolvido pela Casaleggio Associati da Itália, a “Plataforma Rousseau”. Utilizando um sistema virtualizado abrangendo diversas redes sociais, a democracia ciborgue nazifascista, permanece descentralizada e dificulta a sua identificação e acompanhamento. Ainda mais com a incorporação de Sockepuppets, Trolls e Bots oriundos do modus operandi russo, já bastante testada em países como Hungria, Turquia, Índia e leste europeu em geral, além da própria Rússia.


Para tentar substituir a mídia profissional, a democracia ciborgue nazifascista ainda apoia política e economicamente mídias de aluguel como, por exemplo, Terça Livre, Jornal da Cidade Online, Pleno News, Renova, Crítica Nacional, Conexão Política etc. aqui no Brasil. Não esquecendo também o apoio a mídias favoráveis ao governo como: RedeTV, Record-Universal, SBT, CNN-Universal-MRV, Redes evangélicas de rádio de televisão e redes governamentais aparelhadas.


Aqui no Brasil todas as ordens “cifradas” e “nos grupos secretos”, partem a partir do próprio “Il Duce” (Führer), sua “famiglia” (Freikorps: os "Três Patéticos" e o “Grigori Rasputin”) e os “Camicie Nere” (Turmabteilung) que compõem o núcleo duro do “bolsolavismo”. A partir do comando central do “partido”, os “SS-Totenkopfverbände”, composto pelos oficiais formais e Trolls, Sockpuppets e Bots, nas redes sociais, partem para a guerra de narrativas de pós-verdades, modulação e manipulação, iniciando uma guerrilha digital ativa e continua. Também recrutam soldados para o "partido" continuamente, nas bolhas de filtro e câmeras de eco diretamente para os "grupos secretos".


Muitas das pessoas moduladas e manipuladas subliminarmente pela democracia ciborgue nazifascista não tem nem a menor consciência disso. É por esta razão que encontramos tantos desventurados anuviados trabalhando gratuitamente nas redes sociais para a democracia ciborgue nazifascista. Tudo baseado em dualidade bidimensional maniqueísta de modulação, bastante similar as religiões evangélicas.


Basta estudar um pouco sobre o fascismo e o nazismo para encontrar verossimilhança perfeita com a democracia ciborgue nazifascista atual, que se denominam como: Conservadores, Direita, Cristãos e Família. Nada mais hipócrita.


As redes sociais como Twitter e Facebook, por exemplo, na figura de seus CEO hipócritas, fazem defesas esdruxulas dos MAV (Milicianos Anônimos Virtuais) da democracia ciborgue operando em suas redes. Mark Zuckerberg afirmou que o Facebook não é uma empresa de mídia e sim de tecnologia, portanto não teria obrigação de coibir abusos em sua plataforma. O estranho Jack Dorsey, afirma que mesmo tendo banido Trump de sua plataforma, o fez com muita tristeza por considerar isso antidemocrático. Oras seus hipócritas bilionários, propagar e implantar o nazifascismo através der suas redes, com vocês ganhando muito dinheiro com isso, é democrático? Me poupem! Os MAV continuam totalmente ativos operando em suas redes sociais patifes!


Na realidade as redes sociais são as maiores empresas de mídia de modulação e manipulação interativas de toda história da humanidade, a tecnologia é só uma das ferramentas delas. Empresas de tecnologia reais são Microsoft, Oracle, SAP e IBM, etc. Redes sociais são empresas de mídia que apenas usam a tecnologia.


As redes sociais têm total responsabilidade sobre toda a obliteração da verdade e ciência que ocorre em suas plataformas. São redes criminosas. Os psicopatas nazifascistas virtuais e reais só existem graças as redes sociais! E os milicianos neonazistas que avançam armados no mundo real surgiram e se organizam nelas.

COPIAR E DIVULGAR CONTEÚDOS DESTE SITE SEM AUTORIZAÇÃO É CRIME DE VIOLAÇÃO DE DIREITOS AUTORAIS PREVISTO NO ART. 184 DO CÓDIGO PENAL!

Abba.png